Dinâmica
publicidade   



Determine a aceleração que o carrinho, mostrado na figura, deve ter para que o bloco não caia. Adote g para a aceleração da gravidade e μ para o coeficiente de atrito entre o bloco e o carrinho.
Um carrinho se desloca sobre uma superfície reta e horizontal. No carrinho há um plano inclinado, que forma um ângulo θ com a horizontal, sobre o plano coloca-se um corpo. Determinar a aceleração do carrinho para que o corpo permaneça em repouso sobre o plano inclinado. Despreze o atrito entre o corpo e o plano inclinado e adote g para a aceleração da gravidade.
Um carrinho se desloca sobre uma superfície reta e horizontal. No carrinho há um plano inclinado, que forma um ângulo θ com a horizontal, sobre o plano coloca-se um corpo, o coeficiente de atrito entre o corpo e o plano é μ. Determinar a aceleração do carrinho para que o corpo esteja na iminência de subir ao longo do plano. Adote g para a aceleração da gravidade.
Um plano inclinado foi suspenso de modo que as massas m e M estão ligadas pelos dois lados por cordas A e B, conforme figura. Desprezando as massas das cordas e os atritos nas polias e sendo dados o ângulo de inclinação do plano igual a θ e a aceleração da gravidade g, determine:
a) A aceleração do conjunto, sabendo que a massa M está descendo o plano;
b) A diferença entre as tensões TA e TB.
No sistema mostrado na figura, p1 é uma polia móvel, p2 uma polia fixa, o peso do bloco B é de 2 000 N e o ângulo do plano inclinado de 30°. Determinar qual deve ser o peso do bloco A para que o bloco B tenha uma velocidade de 20 m/s após um percurso de 40 m no sentido ascendente. Desprezam-se as massas das cordas e das polias e os atritos entre as cordas e as polias e entre o bloco B e o plano. Adote g = 10 m/s2.
Sobre um plano inclinado de 30° em relação à horizontal, desliza sem atrito uma massa m1 presa a uma outra massa m2. Abandonando o sistema a partir do repouso a massa m2 sobe 250 m em 20 s. Calcular a relação m1/m2. Adote g = 10 m/s2.
Uma corda passa por uma polia 1 fixa no teto, numa das extremidades existe um bloco de massa mA = 36 kg, e na outra extremidade uma polia 2. Por esta segunda polia passa uma corda em cujas extremidades se encontram corpos de massas mB = 16 kg e mC = 8 kg (este sistema é uma máquina de Atwood dupla). Calcular as acelerações das massas e as trações nas cordas. As polias possuem massas e atrito desprezíveis, adote a aceleração da gravidade igual a 10 m/s².
Uma máquina de Atwood é formada por um bloco A, de massa igual á 100 kg, e um bloco B, de massa igual à 300 kg, com o formato de um cubo de aresta igual a 0,60 m, imerso em um recipiente com água. Os blocos estão ligados por uma corda inextensível e de massa desprezível que passa por uma polia sem atrito e também de massa desprezível. Determine:
a) A aceleração do sistema;
b) A força de tensão na corda que liga as massas.
Adote a densidade da água igual a 1000 kg/m3 e a aceleração da gravidade igual a 10 m/s2.
Que força horizontal deve ser constantemente aplicada a M = 21 kg para que m1 = 5 kg não se movimente em relação a m2 = 4 kg? Despreze o atrito e adote g = 10 m/s2.
publicidade   

Licença Creative Commons
Fisicaexe - Exercícios Resolvidos de Física de Elcio Brandani Mondadori está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-Compartilha Igual 4.0 Internacional .